[

O que é potencial de desempenho?

]
[ Home > Blog > O que é potencial de desempenho?]

Já aconteceu na sua empresa algum caso de grande profissional que foi promovido e depois do tempo de adaptação a nova posição deixou a desejar? Decerto essa história se repete todos os dias nas mais diversas empresas e áreas de negócio. Esses e outros casos comprovam o chamado Princípio de Peter, que diz que as pessoas são promovidas um passo além da sua capacidade. Certamente um ponto chave para evitar que isso aconteça é conhecer o potencial de desempenho futuro antes de movimentar a pessoa ou buscar uma promoção.

O que é potencial?

Potencial é relativo a potência, indica capacidade latente, aptidão iminente, talento futuro disponível a ser explorado. Sua existência varia conforme o objetivo. De maneira ampla, enquanto alguém muito criativo tem alto potencial para trabalhar com criação publicitária, por exemplo, o cara metódico e super disciplinado tem dificuldades para isso, tendo baixo potencial para uma carreira criativa e alto potencial para uma carreira em logística por exemplo.

POTENCIAL = nível de coerência entre o que é preciso para um desafio X a personalidade da pessoa.

Primordialmente não é apenas uma única característica que determina o potencial para uma coisa ou outra, mas sim um conjunto. Quanto mais os traços de personalidade de um profissional são coerentes com os desafios do papel ou posição, maior seu potencial de desempenho futuro.

O que é personalidade?

A personalidade é o nosso automático, nossa essência, o que fazemos naturalmente, sem pensar, é o intuitivo, espontâneo. Toda vez que a situação requer que sejamos nós mesmos, nadamos a favor da correnteza.

A personalidade é formada na primeira infância, até os 2, 7 ou 14 anos, dependendo da linha de pesquisa. De acordo com Holland, ela é fruto da genética, das experiências nessa fase da vida e a influência das figuras parentais. Em síntese, o importante é que na vida adulta a personalidade está formada. E uma vez formada, exceto em casos de trauma, a personalidade não muda.

Todavia, o que muda são os comportamentos vamos adaptando ao longo da vida para conviver melhor em sociedade. Quando isso significa ajustar a nossa natureza, interpretamos personagens. Fazer isso durante meia hora por dia pode ser fácil, especialmente se temos um objetivo por trás. O problema começa quando interpretamos o dia todo. O ser humano é inteligente e aprende, mas sustentar a encenação requer um nível altíssimo de energia. Ao buscar ser outra pessoa, termina-se o dia exausto e infeliz.

Além disso, por mais que alguém seja capaz de adaptar comportamentos, indo contra a própria natureza, vamos lembrar que estamos em um estado permanente de competição. Sobretudo, competimos com outros candidatos, pares, o concorrente, outras alternativas. Se sua empresa compete no mercado usando aquilo que é resultado de altíssimo esforço e o concorrente compete com um time que faz as mesmas coisas ‘com o pé nas costas’, sua posição é sempre de desvantagem.

Como mapear a personalidade e aferir potencial?

Existem muitos instrumentos, com maior ou menor acurácia, fazendo esse mapeamento. Conheça os 5 pontos chave para escolher melhor um instrumento de perfil. Acima de tudo, o importante é usar uma ferramenta comprovada e precisa.

Publicado em Julho de 2019.

AUTORA [Maria Candida Baumer de Azevedo]
Administradora pela UFPR, mestre pelo COPPEAD-UFRJ, doutoranda na Holanda em carreira e graduanda em psicologia. Morou nos EUA, UK, Holanda, Cingapura e França, atuando em diferentes empresas e áreas de negócio. Sócia fundadora da People & Results, é docente na FGV-SP, Fundação Dom Cabral e Insper.
VOLTAR
Cadastre-se e receba
novidades em seu e-mail