[

Deu match: quando a empresa encontra o candidato ideal

]
[ Home > Blog > Deu match: quando a empresa encontra o candidato ideal]

Inteligencia artificial no recrutamento e gera ranking dos perfis mais aderentes, proporcionando agilidade e assertividade nas contratações.

Encontrar o melhor talento em menos tempo é um objetivo comum entre os Rhs, seja de grandes ou pequenas empresas. No entanto, essa não é uma tarefa fácil. Prova disso é que o assunto tem movimentado o mercado de tecnologia para recrutamento e seleção, como aponta o relatório “The HR Tech 2020 Disruptions Study”, realizado por Josh Bersin, referencia internacional no segmento.

Segundo o estudo, as ferramentas de avaliação, triagem, entrevista e gerenciamento da experiencia dos candidatos já são ancoradas em Inteligencia Artificial (IA) e superaquecem o mercado de tecnologia.

Evolução do recrutamento

Para Maria Candida Baumer de Azevedo, Sócia – Fundadora da People & Results, o processo de recrutamento e seleção se desenvolve ancorado na inovação tecnológica. Ela conta que vê a evolução em etapas. “Em um primeiro momento, a gente vai de uma realidade totalmente manual, para uma eletrônica, e as empresas de tecnologia, como a LG lugar de gente, vem contribuindo com a autorização de tudo aquilo que era mecânico. Para mim , essa é a primeira fase da automação.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é MC-2018-foto-oficial-2-1024x682.jpg
Maria Candida Baumer de Azevedo, Sócia – Fundadora da People & Results

As próximas etapas da evolução, de acordo com a especialista, são associadas ao rápido avanço da tecnologia. “Uma coisa é receber o currículo eletrônico, criar filtros e dizer que eu quero, ou não, quem tem essas características. Outra coisa é colocar uma camada de Inteligencia Artificial para começar a fazer análises, pontuar candidatos, trazer conexões e realizar cruzamento de dados que sozinho você não faria. Então, eu vejo indo do manual para o automático, mas sem valor analítico. E em um terceiro momento, deixa de ser apenas automático e se torna analítico utilizando IA”, afirma Maria.

Otimizar o recrutamento e seleção sempre será um desafio para o RH e a tecnologia precisa se reinventar para apoiar as empresas nesse cenário, defende Marcello Porto, Diretor de Produtos da LG lugar de gente. “Acredito que os desafios do RH são perenes. O que muda ao longo do tempo é a forma como superamos. É o que acontece na contração de talentos. O processo de identificar as melhores pessoas deve ser constantemente aprimorado. Nessa linha de evolução, surgiu o matching de candidatos”.

Matching: usando Inteligenciaa Artificial no recrutamento

Afinal, o que é matching de candidatos? Marcello explica que a ferramenta é resultado da aplicação da LiGia, plataforma de Inteligencia Artificial da LG lugar de gente, na solução Gen.te Atrai – Recrutamento e Seleção. “Ela faz uma análise do banco de talentos da empresa e mostra um ranking dos perfis mais adequados para a vaga cadastrada. É como se fosse um Google de candidatos. Ninguém que ir à pagina dois. Então, a proposta é a mesma para o recrutador: que a primeira pagina consiga atender ao que ele precisa”.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Screenshot_2.jpg
Marcello Porto
Diretor de Produtos na LG lugar de gente

A incorporação de IA ao sistema veio para facilitar o processo de recrutamento e seleção nas empresas, garante Marcello. Através da avaliação de critérios como educação, experiência e competência de cada candidato disponível no bando de talentos, o matching gera um ranking sugerindo os profissionais mais aderentes ao perfil da vaga.

Para ter sucesso no ranqueamento dos candidatos, o correto preenchimento de informações sobre a vaga é fundamental, como explica o Diretor de Produtos da LG lugar de gente. “Quanto mais detalhadas as informações que o recrutador solicitar para a vaga, mais assertivo o algoritmo será na recomendação. Por exemplo, ao invés de usar ‘An de Sist’, prefira usar Analista de Sistemas”.

Ao falar sobre os benefícios para o RH, o diretor garante: “Com a LiGia no processo de recrutamento e seleção, será possível aumentar a produtividade da área de recursos humanos para selecionar pessoas e a assertividade nas contratações. Com isso, pode haver ainda redução de turnover”.

Qualquer companhia, de todos os tamanhos e segmentos, pode se beneficiar da ferramenta de matching de candidatos. “Encontrar os melhores talentos é um desafio para todos. Então, grandes, médias e pequenas empresas podem utilizar o recurso para otimizar o processo”, destaca Marcello.

Mudanças acopanham o reposicionado do RH

A Sócia Fundadora da People & Results acredita que o avanço da tenologia é um reflexo da evolução da área de gestão de pessoas dentro das companhias. “Se a gente voltar lá atrás, o RH era um profissional puramente operacional totalmente conectado com aquilo que a legislação mandava. Então ele deixa de ser puramente legislativo e ganha o olhar de desenvolvimento, recrutamento e sucessão, entre outros”.

Atualmente, o RH é um profissional que precisa estar muito conectado com o mercado e com a estratégia de longo prazo da empresa, explica Maria. “E deve desdobrar tudo isso em estrategias e iniciativas táticas e operacionais, para garantir que através das pessoas a organização chegue aos resultados esperados. Nesse cenário, quem não entende de negócio não tem mais espaço”, afirma.

Para Maria, a utilização das novas tecnologias na gestão de pessoas será cada vez menos uma atividade exclusiva da área de recursos humanos. “Vejo a crescente necessidade de uma força tarefa de líderes de varias áreas. No entanto, o RH vai acompanhar e ponderar para fazer com que as ferramentas tenham acurácia e sejam usadas com velocidade”.

Como o RH deve agir nesse cenário? Maria Candida Baumer de Azevedo, ressalta que o profissional tem a função de estimular: “Provocar a liderança a pensar diferente, incentivar a inovação e ir além. Ao mesmo tempo o papel de guardião para garantir que a cultura da empresa seja preservada e seguida”.

A inovação não para

Maria afirma que hoje todas as áreas nas companhias têm a necessidade de uma gestão ágil e devem aproveitar os benefícios trazidos pela tecnologia. “As empresas precisam estar atentas se possuem um RH que está trazendo políticas, processos e programas realmente ágeis, tanto para seleção e desenvolvimento, quanto para o restante do enxoval dos processos de gente”, ressalta.

Ao falar sobre as tecnologias, Marcello garante que a inovação para atender as necessidades do RH não param. “Hoje, o matching facilita o processo de recrutamento do RH. E amanhã? Bom, a LG lugar de gente está sempre trabalhando para que no futuro consiga superar esse desafio de maneira ainda mais rápida e eficiente”, finaliza.

Publicado em Maio/2020 | Revista LG lugar de gente

AUTORA [People ]
VOLTAR
Cadastre-se e receba
novidades em seu e-mail